Exibindo todos 2 resultados

Conheça o livro Gostaria que você estivesse aqui, do autor Fernando Scheller

Gostaria Que Você Estivesse Aqui

No início dos anos 1980, o Rio de Janeiro está
prestes a virar palco de uma revolução musical
e comportamental. O tempo é de instabilidade
política, o tráfico se expande nas favelas e
a epidemia de aids é um balde de água fria
em quem acredita que a era de Aquário se
aproxima. E é nesse cenário que, ao longo
de dez anos, as vidas de Inácio, Baby, César,
Selma e Rosalvo se entrelaçam.

Inácio passou no vestibular para ser engenheiro como
o pai, e sua única ambição é ficar com Baby. Os planos
caem por terra quando conhece César, produtor musical
gay que o leva a uma mudança de carreira. Baby tenta
decifrar o delicado equilíbrio entre atender ao que a
sociedade espera dela e construir uma vida com seus
próprios meios. Mãe de César, Selma enfrenta o fim
do casamento e um trágico diagnóstico para o filho. O
paraibano Rosalvo constrói uma nova vida na Rocinha e
se torna porteiro do edifício de Selma e César, enquanto
tenta descobrir o assassino de Eloá, sua filha trans.

Gostaria que você estivesse aqui é um romance sobre o
fim da inocência e sobre enfrentar o mundo sem redes
de proteção.

R$44,90

Um amor depois do outro

Foi-se o tempo em que príncipes em cavalos brancos e princesas presas em torres eram o ideal romântico a que aspiravam homens e mulheres. Hoje em dia todo mundo sabe que a inconstância dos afetos é uma realidade impossível de mudar. A diferença é que Ivan Martins, editor-executivo e colunista do site da revista Época, considera isso um motivo de celebração. Afinal, junto com esses ideais também vinham pressões da sociedade, intromissões da família, preconceitos dos vizinhos… Sem esse peso no coração, podemos finalmente nos libertar e perseguir sonhos e amores, sejam quais (e quem) forem. Ao fim desta coletânea com mais de cinquenta crônicas sobre paixão, filhos, decepção e recomeços, o leitor também se sentirá pronto para deixar o barco da vida correr e aguardar, cheio de alegria, seu próximo amor.Algumas pessoas conhecem o amor de suas vidas bem cedo, e a relação permanece, apesar dos altos e baixos, até o fim. Outras seguem pelo mundo com a insatisfação da adolescência no peito, descobrindo novos bem-quereres em cada porto, sem nunca baixar âncora. A maioria de nós, porém, vacila entre esses dois extremos, e se vê equilibrando família, trabalho, responsabilidades e paixão com a certeza de sempre querer mais.Quando se trata de amor é assim: a gente se apaixona e acha que é para sempre, mas a verdade é que aquele antigo ideal romântico já não funciona mais. A liberdade de amar quem se quer também traz o ônus de ter que aceitar que a qualquer momento tudo pode mudar. Mas isso, por incrível que pareça, é bom. Só com essa liberdade podemos verdadeiramente aceitar o outro e a nós mesmos como somos, de peito aberto.Ivan Martins tece com maestria, delicadeza e bom humor uma série de observações sobre o cotidiano de nossas paixões, sejam novos ou velhos amores, filhos ou amigos. O amor é um país sem preconceitos, e em suas histórias Ivan mostra que não basta amar: é preciso também libertar.

R$32,90