Exibindo 19–36 de 64 resultados

De frente com o serial killer

John Douglas já interrogou assassinos como Ed Gein, Charles Manson e Ed Kemper, mas nenhum deles chegou aos pés de Joseph McGowan, Joseph Kondro, Donald Harvey e Todd Kohlhepp. Em De frente com o serial killer, ele conta detalhes sobre suas entrevistas com os piores criminosos que encontrou na carreira. Douglas explora sua incrível capacidade de se colocar no lugar do predador e da vítima, além de explicar como cria uma conexão com cada assassino, compreendendo suas motivações e seus planos. Nesta obra sobre a perversidade humana, são reveladas as técnicas utilizadas pelo FBI para combater o mal em nome da justiça.

R$44,90

Box Memórias da Segunda Guerra Mundial

Do momento mais sombrio e glorioso da Inglaterra até a Grande Aliança e a vitória final, a Segunda Guerra Mundial continua a ser o evento mais marcante do século XX. Sem dúvida, o momento formador do mundo em que vivemos hoje. A obra clássica vencedora do Prêmio Nobel de Literatura chega agora em um box com os dois volumes sobre os anos cruciais de formação, desenvolvimento e conclusão do conflito, abarcando desde 1919 até 1945. No primeiro volume, Churchill reconstrói com minúcia e ritmo os principais eventos ocorridos entre 1919 e junho de 1941: desde as contendas geradas pelo Tratado de Versalhes, a fulgurante ascensão de Hitler, o novo quadro político europeu até a invasão da URSS pela Alemanha. No segundo volume, Churchill relata com minúcia os eventos marcantes ocorridos desde dezembro de 1941 até 1945, como o ataque a Pearl Harbor e a construção das alianças decisivas entre Inglaterra, URSS e os Estados Unidos, além de construir um epílogo assustadoramente lúcido sobre os possíveis desdobramentos do maior conflito bélico de todos os tempos.

R$139,90

Reputação

Você pode até fingir que não, dizer que não está nem aí, mas a verdade é que todos nós nos importamos mais do que gostaríamos com a opinião dos outros.
Aí está o problema: você tem pouquíssimo controle sobre o que dizem a seu respeito.
Tanto faz seu esforço em ser gentil, simpático e sorridente todos os dias. Basta um conhecido vê-lo de longe num dia de fúria (quem nunca?) e pronto: sua reputação já era.
Neste livro, os professores Clóvis de Barros Filho e Luiz Peres-Neto explicam com leveza e bom humor a importância da reputação na vida em sociedade e o modo como ela vai sendo construída ao longo de nossa vida.
Prepare-se para repensar o que pensam de você.

R$39,90

Manipulados

Quando Brittany Kaiser entrou na Cambridge Analytica, ela era uma jovem profissional especializada em relações internacionais que procurava um emprego. Veterana da campanha de 2008 de Barack Obama, Kaiser considerava que o uso de dados obtidos através da internet tinha um futuro brilhante, sobretudo para propósitos humanitários, como prevenir genocídios, transgressões aos direitos humanos e outros abusos de poder. A experiência que teve na Cambridge Analytica, porém, abriu seus olhos para os riscos que essa indústria à margem da lei representa para a privacidade e para a democracia. Manipulados é o relato de uma testemunha ocular sobre a perturbadora história de ascensão e queda da Cambridge Analytica e de seu líder, Alexander Nix. Kaiser revela ao público como a política intencionalmente relaxada do Facebook e a falta de leis que regulamentem a coleta de Big Data permitiu que essas empresas conhecessem a fundo a população, separando pessoas em grupos estatísticos para que pudessem manipulá-las mais facilmente. Através de fake news, mensagens com conteúdo racista e forte difamação dos adversários políticos, a Cambridge Analytica possibilitou acontecimentos imprevisíveis: o retorno do fascismo e da extrema direita, a vitória o Brexit e a eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos. Foi após esse fato que Kaiser, uma democrata convicta, se deu conta da terrível verdade sobre como ela mesma e a empresa em que trabalhava ajudaram Trump a chegar ao poder. Assim, arriscando sua carreira, seus relacionamentos e sua segurança pessoal, ela denunciou às autoridades as práticas antiéticas dessa indústria, chegando a testemunhar perante o parlamento britânico sobre o Brexit e auxiliando Robert Mueller na investigação sobre a interferência russa nas eleições americanas de 2016. Com histórias jamais reveladas ao público, Manipulados narra reuniões secretas com a equipe de campanha de Trump e dá detalhes sobre as promessas que a Cambridge Analytica fez para garantir a vitória nas eleições de 2016. Além disso, Kaiser defende que uma regulamentação urgente é necessária, argumentando que a fiscalização legal da indústria não é apenas justificável, mas essencial para garantir a democracia. Afinal, as consequências persistem e, se nada for feito, as eleições de 2020 podem ser facilmente comprometidas.

R$49,90

Histórias não (ou mal) contadas : Primeira Guerra Mundial

Trincheiras, nacionalismo, conflito de europeus. Essas são algumas imagens popularmente consagradas sobre a Primeira Guerra Mundial. Mas será que são as únicas? Neste novo livro da série “Histórias não (ou mal) contadas”, o historiador Rodrigo Trespach revisita um dos maiores conflitos do século XX para apresentar ao leitor acontecimentos e personagens muitas vezes desconhecidos do grande público, como os mais de 220 mil africanos que lutaram na guerra, o Batalhão Feminino da Morte e a participação dos brasileiros entre os soldados. Este livro é para todos que desejem ir além e ver os acontecimentos da Europa entre 1914 e 1918 com outros olhos.

R$39,90

Guinness World Records 2019

Nova edição do Guinness World Records, o mais famoso livro de recordes do mundo. Aqui você encontra recordes atualizados e fotos nunca antes publicadas sobre os mais variados temas. Esta edição de 2019 foi inspirada pelo “Movimento Maker”: pessoas que criam e constroem coisas incríveis, com um capítulo especial dedicado inteiramente a ele! Saiba tudo sobre recordes envolvendo robótica, inteligência artificial, redes sociais e até mesmo famosos do YouTube.

R$39,90

1924, o ano que criou Hitler

A TERRÍVEL HISTÓRIA DO ANO QUE CRIOU UM MONSTRO Antes do Holocausto e da Segunda Guerra Mundial, houve um momento decisivo na história do nazismo: o ano de 1924. Nele, Adolf Hitler se transformou em um salvador autoproclamado e líder infalível que mais tarde interpretaria e distorceria as tradições alemãs para apoiar sua visão do Terceiro Reich. Tudo que estaria por vir – os comícios, as rebeliões e o desenvolvimento de uma ideia catastroficamente terrível – foi cristalizado neste momento único no qual Hitler permaneceu preso com seus aliados do Putsch da Cervejaria, sua tentativa fracassada de golpe de Estado. Distante da sociedade, ele leu e escreveu bastante, realizou vários discursos em tribunais e foi julgado por traição. Acima de tudo, foi quando Hitler cultivou sua ideologia e redigiu o livro que se tornaria seu manifesto: Minha luta. Até agora, ninguém tinha examinado a fundo este período ímpar e essencial da vida do tirano nazista. Em 1924, o ano que criou Hitler, Peter Ross Range descreve em detalhes as histórias e as cenas deste ano fundamental para se entender o homem e a brutalidade por trás da guerra que mudou o destino do mundo para sempre.

R$49,90

Cogumelo Jesus e outras teorias bizarras sobre cristo

Você deve saber quem foi Jesus, mas já parou para pensar em quem ele não foi? Cogumelo Jesus reúne os papeis mais absurdos que já foram atribuídos a Cristo ao longo dos séculos: de rebelde da luta armada a monge budista, de mágico a homem divorciado, de Júlio César a Calígula. Com humor e acidez, Paulo Schmidt apresenta todas essas teorias, apontando cada incongruência e esquisitice, e mostrando como informações relevantes podem ser deturpadas até se tornarem apenas notícias sensacionalistas capazes de atrair grande público, por mais absurdas que pareçam.

R$34,90
Padrão

J.R.R. Tolkien : Uma biografia

“A biografia autorizada do criador da Terra-média.

Nas décadas posteriores ao falecimento de J.R.R. Tolkien, em setembro de 1973, milhões de pessoas leram O Hobbit, O Senhor dos Anéis e O Silmarillion e ficaram tão fascinadas quanto intrigadas com o homem muito reservado por trás dos livros. Nascido na África do Sul, em janeiro de 1892, John Ronald Reuel Tolkien ficou órfão durante a infância e cresceu quase na pobreza. Ele serviu na Primeira Guerra Mundial e sobreviveu à Batalha do Somme, onde perdeu quase todos os seus amigos mais íntimos.

Após a guerra, retornou à vida acadêmica, conquistando uma grande reputação como estudioso e professor universitário, e tornando-se, por fim, Professor de Inglês em Oxford, onde fez amizade com C.S. Lewis e os outros escritores conhecidos, formando um grupo denominado Os Inklings.

Então, de repente, sua vida mudou dramaticamente. Certo dia, enquanto corrigia provas, ele acabou escrevendo no verso de uma folha: “Numa toca no chão vivia um hobbit” – e a fama mundial o aguardava.

Humphrey Carpenter recebeu acesso irrestrito a todos os documentos de Tolkien e entrevistou seus amigos e familiares. A partir dessas fontes ele segue o longo e doloroso processo de criação que produziu O Senhor dos Anéis e O Silmarillion e fornece uma vasta gama de informações sobre a vida e a obra de um dos mais estimados autores do século XX.”

R$59,90

Blue nights

Blue Nights tem início em 26 de julho de 2010, com a lembrança de Joan do mesmo dia, sete anos antes, quando sua filha Quintana Roo se casava em Nova York. Os jasmins em sua trança, sua tatuagem transparecendo sob o tule, os colares havaianos – detalhes simples que desencadeiam memórias vívidas da infância da jovem em Malibu, em Brentwood e na escola em Holmby Hills. Entre lembranças tocantes e, em alguns casos, dilacerantes, a escritora analisa seus próprios medos, angústias e dúvidas e, ao fazê-lo, compara sua vida ao período das chamadas noites azuis – ‘o oposto do declínio da claridade, mas também seu aviso.’

R$39,90

A arte da guerra – Edição visual

A arte da guerra é um tratado militar escrito há mais de 2.500 Anos. Esta é sua versão adaptada para o século xxi. Tenha-a sempre em mãos para lutar por aquilo em que acredita… E vencer.O perfeito encontro entre duas grandes mentes. A primeira, Sun Tzu, o general chinês cujas lições sobre estratégia orientou militares, executivos e líderes através dos séculos. A segunda, Jessica Hagy, uma pensadora visual cujos diagramas e gráficos fáceis de entender oferecem uma nova maneira de encarar os desafios e as oportunidades da vida.A arte da guerra — edição visual dá vida a um texto clássico, tornando-o acessível a uma nova geração de estudantes, professores, empreendedores, executivos, artistas, curiosos e apreciadores da teoria dos jogos. As mais de 200 ilustrações são incrivelmente dinâmicas, muitas vezes engraçadas e sempre provocantes. Não se trata apenas de embelezar uma obra-prima, mas reimaginá-la à luz da Era da Informação.

R$29,90

1942 : O Brasil e sua guerra quase desconhecida

Passados mais de setenta anos, a Segunda Guerra Mundial ainda é um assunto que fascina milhares de pessoas ao redor do mundo. O Brasil não é diferente. Por isso mesmo pode ser surpreendente que a participação do país no conflito seja ignorada pela maior parte da população. É para preencher essas lacunas na história brasileira que João Barone, consagrado baterista da banda Os Paralamas do Sucesso, apresenta 1942 – O Brasil e sua guerra quase desconhecida. Nesta nova edição ampliada, Barone, cujo próprio pai foi um pracinha, traz textos e fotos extras que iluminam ainda mais o passado da Força Expedicionária Brasileira e fazem do seu livro um documento indispensável para entender a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial.”1942 é fundamental para quem quiser conhecer o assunto.” –  Jô Soares”Barone oferta aos leitores esse livro repleto de aventura, ação e reflexão, num momento em que o país pegou em armas e lutou do  lado certo.”  Eduardo Bueno, Peninha ,  jornalista  e historiador  “João Barone realiza um trabalho de relevo no resgate da memória dos pracinhas, sensível aos anônimos e mais vulneráveis que se tornaram heróis numa guerra assimétrica  e cruel.” –  Marco Lucchesi , presidente da ABL”O que se narra aqui não é apenas o relato da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. Apesar de o livro servir também como narrativa histórica impecável – e os historiadores que se cuidem, pois um baterista da linha de frente do rock brasileiro decidiu se entrincheirar pelo terr itório inconstante da História –, o que se revela é a odisseia particular de um filho em busca do pai.” –  Tony Bellotto , músico e escritor”Faça como o João Barone, não esqueça a Segunda Guerra Mundial. Somos filhos dela, independente de nossas idades.” –  Alberto Dines , jornalista e escritor”Este livro se ergue, como filho nos ombros do pai, contra um inimigo abominável – oponente mais letal que o chumbo, mais destrutivo que a pólvora, mais humilhante que a derrota, mais ultrajante que a mentira, mais injusto que a ingratidão, mais irremediável que a morte –, este livro se ergue, memória de um pai nos ombros do filho, e diz não ao mais vil dos demônios:  esquecimento. Depois de vencer o nazifascismo, a guerra não acabou para os pracinhas brasileiros – seus descendentes travam a luta contra as trevas do oblívio.” – Pedro Bial”Explicar a importância e o sacrifíciodos soldados brasileiros durante a Segunda Guerra não é tarefa simples. Com clareza e conhecimento transmitidos em narrativa envolvente, Barone consegue cumprir a missão.” –  Marina Amaral , colorista de fotos

R$34,90

Em busca de El chapo

Toda geração tem seu grande criminoso: Jesse James, Billy the Kid, Al Capone, Pablo Escobar. Todos eles tinham um agente responsável por trazê-los à justiça. Para o notório Joaquín Archivaldo Guzmán-Loera, ou El Chapo, esse homem era o agente especial Andrew Hogan.O próprio agente agora se uniu a Douglas Century para contar a história exclusiva de sua perigosa caçada de oito anos que capturou El Chapo – o chefão das drogas mais procurado do mundo que ficou foragido por mais de uma década.Em busca de El Chapo reconta a jornada de Hogan para alcançar o impossível, desde infiltrar o círculo mais próximo de El Chapo a liderar a caça com uma brigada de oficiais da Marinha mexicana que finalmente capturou o destemido chefão do narcotráfico. Essa história real leva o leitor por trás das cenas de uma das operações mais sofisticadas e perigosas da história da guerra às drogas.

R$44,90

Histórias não (ou mal) contadas ; Escravidão, do ano mil ao Século XXI

VOCÊ SABIA QUE… 1,25 MILHÃO DE EUROPEUS BRANCOS  foram escravizados por corsários do norte da África, entre 1530 e 1780?    22 MILHÕES DE RUSSOS  viviam em condições análogas à escravidão até a abolição da servidão em 1861?    2,5 MILHÕES DE MULHERES  em todo o mundo são vítimas do tráficoe da exploração sexual, que envolve bilhões de dólares anualmente?    O PAI DE ALEXANDRE DUMAS,O AUTOR DE OS TRÊS MOSQUETEIROS,  era um celebrado general francês negro e filho de uma escrava?Quando o tema é escravidão, duas grandes inverdades são repetidas com frequência. A primeira é que ela tenha se restringido a uma determinada etnia; a segunda é que tenha acabado. Em Histórias não (ou mal) contadas: escravidão, do ano 1000 ao século XXI, o historiador Rodrigo Trespach revela ao leitor fatos pouco conhecidos sobre os múltiplos povos que foram e continuam sendo escravizados e explorados de diversas formas ao redor do mundo.Sempre com extensa pesquisa e linguagem clara e acessível, o autor faz uma leitura original da escravatura ao longo de mais de mil anos, trazendo à luz fatos históricos pouco conhecidos, como o papel das comunidades religiosas na dominação de vários povos, o casamento infantil e os 45 milhões de pessoas que, ainda hoje, são vítimas de algum tipo de escravidão, de ponta a ponta do globo terrestre.   

R$39,90

Mulheres e deusas

Fortes, intrigantes, resistentes. Os mitos femininos ao longo dos séculos contam um pouco acerca de todas as mulheres. Suas histórias não são diferentes do que vemos hoje: são contos de amor, beleza, ciúme, dominação, revolta. Em mundos governados por homens, as divindades e personagens míticas femininas levantaram as vozes para se impor e conquistar seus espaços.  E m Mulheres e deusas, o filósofo Renato Noguera explora as narrativas míticas gregas, iorubás, judaico-cristãs e guaranis a partir de um lugar de fala masculino baseado num diálogo entre pontos de vista femininos e masculinos. Com linguagem acessível, Noguera propõe uma reflexão sobre as emoções e tensões dos lugares reservados ao gênero feminino na sociedade, que nem sempre é “cor-de-rosa” e confortável. Mulheres e deusas é uma oportunidade de experimentar as “vidas” dessas figuras e entendê-las como espelho das mulheres reais.  O  que as deusas e as figuras míticas femininas têm a nos dizer? O que podemos absorver das histórias de Atena, Oxum, Liríope, Eva e Naiá? Em Mulheres e deusas, Renato Noguera propõe analisar os povos grego, iorubá, judaico-cristão e guarani partindo das histórias dessas personagens. As narrativas apresentadas revelam muito sobre a relação humana do mundo exterior com o interior e sobre as divisões de gênero e a construção das figuras de homem e mulher.  Com linguagem acessível e inclusiva, Mulheres e deusas explora a atualidade dos mitos para tentar compreender um pouco mais quem somos e como nossa sociedade se formou. Por meio dos arquétipos, podemos levantar questionamentos que digam respeito ao mundo contemporâneo, como as noções de sexualidade, casamento, beleza e trabalho. A maior proposta de Noguera é revisitar a realidade com um olhar feminino e mostrar o que as divindades ensinam sobre ser e se tornar mulher.   

R$29,90

Coragem

Uma autobiografia reveladora e um manifesto empoderador – a voz de uma geração”Minha vida, como você vai ler, me levou de um culto ao outro, o maior culto de todos: Hollywood. CORAGEM é a história de como lutei para sair desses cultos e retomei as rédeas da minha vida. Eu quero ajudar você a fazer o mesmo.”-Rose McGowanROSE McGOWAN  se tornou uma das atrizes mais desejadas de Hollywood da noite para o dia quando foi “descoberta” nas ruas de Los Angeles. Mas o que seria um sonho se desdobrou em um inferno pessoal do qual a atriz reemergiu como um ícone feminista ao expor Harvey Weinstein e a misoginia sistêmica da indústria do entretenimento. Essa é a sua história.Ela fugiu de casa aos 13 anos e viveu de forma instável, morando e saindo das ruas intermitentemente até ser devorada por Hollywood e se encontrar repentinamente em um mundo estranho no qual ela estava continuamente à mostra. O estrelato logo se tornou um pesadelo de exposição e sexualização constantes.   Todos os detalhes de sua vida pessoal se tornaram públicos e as realidades de uma indústria inerentemente machista emergiam a cada roteiro, papel, aparição pública e capa de revista. A máquina de Hollywood a rotulou como uma gostosona, sequestrando sua imagem e identidade, apresentando-a como um produto a ser consumido, tudo em nome do lucro.   Hollywood esperava que Rose ficasse quieta, cooperasse e seguisse o caminho que fora indicado a ela. Em vez disso, ela se rebelou e impôs sua verdadeira identidade e voz. Ressurgiu sem roteiros nem desculpas, corajosa, controversa e sempre verdadeira. Liderando o movimento de denúncias de assédio sexual na indústria de entretenimento ao expor os crimes de Harvey Weinstein, Rose é hoje um dos rostos do movimento feminista e não hesita ao disparar verdades inconvenientes e exigir mudanças.  CORAGEM é seu livro de memórias em forma de manifesto cru, honesto e pungente – um relato sem censura nem piedade da ascensão de um ícone millennial, uma ativista sem medo e uma força de mudança imparável determinada a expor a verdade sobre a indústria do entretenimento, dissecar o conceito da fama, denunciar uma indústria multibilionária construída sobre a misoginia sistêmica.   

R$34,90

As lutas, a glória e o martírio de Santos Dumont

O gênio que deu asas ao homemUm menino que gostava de máquinas e balões se transformou no homem que conquistou o ar e ensinou ao mundo o caminho das estrelas. Alberto Santos Dumont foi um dos personagens mais notáveis da História. Seus feitos são homenageados em diversos países, em especial no Brasil, sua terra natal, e na França, onde o célebre 14-bis levou seu inventor a realizar um dos maiores sonhos da humanidade: voar.   Em As lutas, a glória e o martírio de Santos Dumont, o respeitado autor Fernando Jorge, vencedor de um Prêmio Jabuti, reconstrói a vida, a obra e as ideias vanguardistas do genial inventor mineiro de forma ímpar. Baseada em extensa pesquisa e repleta de belas fotografias históricas, esta é a biografia definitiva de um homem extraordinário.   

R$59,90

Porque ética é mais importante que religião

Entramos em uma época marcada pelo conflito. Políticos pedem mais fronteiras, não inclusão. A desigualdade econômica impede a harmonia. Religião gera violência. Mesmo assim, a necessidade de união nunca foi mais urgente, já que as crises que a humanidade enfrenta são cada vez mais globais. Como seguir em frente?Nesse breve, mas profundo apelo ao mundo, sua santidade o Dalai Lama afirma que todos temos as sementes da paz dentro de nós, e delimita uma nova ética secular como a fundação de um mundo melhor. As respostas não virão das religiões, mas das pessoas abraçando a ética, que atravessa todas as diferenças. Provocando reflexões, o Dalai Lama se mostra como um humilde e notável homem do nosso tempo.

R$19,90