Exibindo todos 6 resultados

10 minutos e 38 segundos neste mundo estranho

Depois que o coração para de bater, o cérebro permanece ativo por 10 minutos e 38 segundos. Para Leila Tequila, uma prostituta de Istambul que acabou ser assassinada, cada um desses preciosos minutos traz à tona uma memória: o gosto do guisado de bode sacrificado pelo pai para celebrar o esperado nascimento de um filho, o cheiro de limão e açúcar da cera que as mulheres usavam para se depilar na sala de estar de sua casa, o gosto do café de cardamomo que ela toma com um estudante bonito no bordel em que trabalha. Essas memórias, que se esvaem nos breves minutos que lhe restam, trazem de volta as amizades que ela formou em sua vida agridoce, amigos que agora estão desesperadamente tentando encontrá-la.Profundo, brutal e emocionante, traz em suas páginas um vórtice de dor e beleza. Elif Shafak apresenta uma história sobre trauma, violência sexual e as agruras da vida das mulheres turcas, que estão sujeitas a um sistema social cruel, regido pelo regras e amarras do patriarcado.

R$49,90

O ano do pensamento mágico

“Após terem visitado sua única filha, Quintana, internada depois de sofrer de pneumonia seguida por um choque séptico, Joan Didion e seu marido, o escritor e diretor John Gregory Dunne, sentam-se para jantar. A noite é interrompida quando John sofre um ataque cardíaco fulminante, colocando fim na parceria de quarenta anos com Didion. Dois meses depois, Quintana se recupera – apenas para sofrer um colapso no aeroporto de Los Angeles e passar por seis horas de cirurgia para remover um hematoma cerebral.Em , Joan Didion explora uma experiência pessoal e, ainda assim, universal: o retrato de uma vida em comum que termina abruptamente, os bons e os maus momentos de um casamento e da maternidade, capaz de emocionar qualquer pessoa que já amou um cônjuge ou uma criança. ”

R$49,90

Minha mocidade

Autor ganhador do Prêmio Nobel A juventude do homem que derrotou Hitler contada em suas próprias palavras., Apesar de sempre ter dividido opiniões – mesmo entre seus patrícios e durante sua vida -, Winston Churchill é indubitavelmente uma das maiores ¬figuras históricas do século XX., Nesta autobiografia, Churchill rememora a infância, os estudos, os anos como correspondente na África do Sul durante a Guerra dos Bôeres e as incursões políticas como membro do Parlamento. A obra não apenas apresenta os anos de formação de um líder singular, mas, como o próprio Churchill coloca, é o “panorama de uma época extinta”., Para entender plenamente a vida do maior primeiro-ministro inglês de todos os tempos, Minha mocidade é uma leitura essencial.

R$59,90

Blue nights

Blue Nights tem início em 26 de julho de 2010, com a lembrança de Joan do mesmo dia, sete anos antes, quando sua filha Quintana Roo se casava em Nova York. Os jasmins em sua trança, sua tatuagem transparecendo sob o tule, os colares havaianos – detalhes simples que desencadeiam memórias vívidas da infância da jovem em Malibu, em Brentwood e na escola em Holmby Hills. Entre lembranças tocantes e, em alguns casos, dilacerantes, a escritora analisa seus próprios medos, angústias e dúvidas e, ao fazê-lo, compara sua vida ao período das chamadas noites azuis – ‘o oposto do declínio da claridade, mas também seu aviso.’

R$39,90

E se estivermos errados?

Nós vivemos em uma cultura de certezas casuais.Esse sempre foi o caso, não importa quantas vezes essas convicções tenham falhado. Embora nenhuma geração acredite que já sabe de tudo, o pensamento corrente é sempre que o que se define e aceita como verdade é (provavelmente) bem próximo de como a realidade será vista para todo o sempre. E aí, é claro, o tempo passa. Ideias se modificam. Opiniões se invertem. O que antes se considerava razoável, aos poucos começa a parecer absurdo, substituído por perspectivas modernas que, por sua vez, também parecem irrefutáveis e certas – até, é claro, não serem mais.E se estivermos errados? analisa o mundo contemporâneo como ele será visto quando for um passado distante. Chuck Klosterman faz perguntas que são profundas em sua simplicidade: será que temos certeza da nossa compreensão da gravidade? E do tempo? Qual será a lembrança definidora do rock, daqui a quinhentos anos? Será que devemos levar nossos sonhos mais a sério? Será que devemos levar nossa televisão mais a sério? O esporte organizado está fadado à extinção? É possível que o maior artista da nossa época é, no momento, um total desconhecido? (Ou, pior ainda, alguém famoso, mas totalmente desacreditado?) É possível que nós superestimemos a democracia? E – talvez um cenário ainda mais perturbador – será que chegamos ao fim do conhecimento? Passando por uma variedade de assuntos e problemas dos mais viscerais aos mais subjetivos, E se estivermos errados? é um bombardeio surpreendente de ideias. Construído a partir de entrevistas com pensadores, visionários e criativos como Junot Díaz, Neil deGrasse Tyson e Ryan Adams, combinadas com o humor rascante, o ritmo intenso e as análises únicas que só Klosterman ousaria fazer, é um livro sobre as coisas que não temos como saber, explicadas como se já soubéssemos. É sobre a maneira que vivemos agora, pensada como se o “agora” já fosse história.

R$39,90

Memórias da Segunda Guerra

Os relatos de Winston Churchill sobre a Segunda Guerra Mundial são a versão definitiva do confronto que veio a redesenhar o mapa-múndi e os caminhos da história. Brilhante e dramática, a escrita de uma das maiores personalidades do século XX é uma reconstrução magnífica do que veio a ser o momento mais sombrio e glorioso de sua nação. No segundo tomo de suas memórias, o vencedor do Prêmio Nobel de Literatura relata com minúcia os eventos marcantes ocorridos desde dezembro de 1941 até 1945, como o ataque a Pearl Harbor e a construção das alianças decisivas entre Inglaterra, a então União Soviética e os Estados Unidos, além de construir um epílogo assustadoramente lúcido sobre os possíveis desdobramentos do maior conflito bélico de todos os tempos.
Este livro é uma condensação em dois volumes da grande obra de Sir Winston Churchill The Second World War, de seis volumes no original inglês: The Gathering Storm, Their Finest Hour, The Grand Alliance, The Hinge of Fate, Closing the Ring e Triumph and Tragedy, publicados entre os anos de 1948 e 1953.
Sir Winston recebeu o Prêmio Nobel de Literatura de 1953 pela sua extensa obra literária.
“A imaginação por trás destas palavras é heroica e constitui, até hoje, uma das poucas que se afiguram adequadas à amplitude e à grandiosidade da nova escala das questões mundiais.” – The New Yorker

R$59,90