Exibindo todos 14 resultados

Passageiro para Frankfurt

No aeroporto de Frankfurt, a viagem de Sir Stafford Nye sofre uma reviravolta. Enquanto aguarda seu voo, uma mulher o aborda dizendo estar em perigo mortal. Em um arroubo de cavalheirismo, o diplomata inglês lhe entrega o passaporte e a passagem, ajudando a jovem a escapar. De volta à Inglaterra, Nye reencontra a moça em circunstâncias misteriosas e acaba descobrindo uma conspiração internacional de grandes proporções. Existe um plano em ação para recolocar os nazistas no poder, e apenas um seleto grupo de agentes pode impedir que isso aconteça.

R$44,90

Minha mocidade

Autor ganhador do Prêmio Nobel A juventude do homem que derrotou Hitler contada em suas próprias palavras., Apesar de sempre ter dividido opiniões – mesmo entre seus patrícios e durante sua vida -, Winston Churchill é indubitavelmente uma das maiores ¬figuras históricas do século XX., Nesta autobiografia, Churchill rememora a infância, os estudos, os anos como correspondente na África do Sul durante a Guerra dos Bôeres e as incursões políticas como membro do Parlamento. A obra não apenas apresenta os anos de formação de um líder singular, mas, como o próprio Churchill coloca, é o “panorama de uma época extinta”., Para entender plenamente a vida do maior primeiro-ministro inglês de todos os tempos, Minha mocidade é uma leitura essencial.

R$59,90

As agentes secretas de Paris

1946, ManhattanUm ano depois do fim da Segunda Guerra Mundial, Grace Healey encontra uma mala debaixo de um banco da Grand Central Station, em Nova York. Incapaz de resistir à própria curiosidade, ela abre a bagagem e descobre uma dúzia de fotografias de mulheres com seus nomes escritos no verso. Em um momento de impulso e sem saber muito bem por quê, Grace pega as fotos e rapidamente deixa a estação.Ela logo descobre que a mala pertencia a Eleanor Trigg, líder de uma rede de agentes secretas inglesas durante a guerra. Doze delas foram enviadas para a França ocupada pelos nazistas como mensageiras e operadoras de rádio para ajudar a resistência, mas nunca voltaram para casa. Na tentativa de descobrir a verdade sobre as mulheres nas fotografias, Grace se vê envolvida na história de uma jovem mãe e agente chamada Marie, cuja missão desafiadora revela uma surpreendente história sobre amizade, bravura e traição.Vividamente narrado e inspirado em casos reais da Segunda Guerra, Pam Jenoff, autora best-seller do The New York Times, apresenta uma história de incríveis heroínas que ajudaram a derrubar o nazismo. Do ponto de vista de Grace, Eleanor e Marie, a autora cria um admirável romance sobre coragem, sororidade e a força das mulheres para frente às piores circunstâncias.

R$44,90

O fim está sempre próximo

Tempos difíceis formam pessoas mais fortes? A humanidade consegue lidar com o poder das armas que fabrica sem destruir a si mesma? A tecnologia e a capacidade humanas terão picos de sucesso para depois entrar em decadência? Um ataque biológico global ou uma nova doença podem acabar com a vida na Terra? Alguns desses cenários parecem dignos de filmes de ficção científica, mas Dan Carlin sabe que, na realidade, o fim está sempre próximo. Com pontos de vista polêmicos e inusitados, o autor analisa épocas em que a humanidade quase foi varrida do planeta, apresentando uma forma de encarar os desafios do futuro ao trazer à tona um grande questionamento: podemos aprender com os erros dos nossos ancestrais ou estamos fadados a repeti-los e sofrermos da mesma sina — ou até com algo pior? Com a essência de um trabalho filosófico, Dan Carlin analisa como a fome, a praga, as guerras e outras calamidades afetaram a sociedade, questionando sobre a chance de elas acontecerem novamente. O autor utiliza uma abordagem inteligente, simples e acessível para falar sobre a história da humanidade, conectando o passado e o futuro de maneiras fascinantes. Ao mesmo tempo, suas perguntas geram uma reflexão a respeito de um elemento ainda mais importante, aquele que, desde o colapso da Idade do Bronze até os desafios da era nuclear, tem pairado sobre a sociedade:a sobrevivência humana.

R$49,90

1942 : O Brasil e sua guerra quase desconhecida

Passados mais de setenta anos, a Segunda Guerra Mundial ainda é um assunto que fascina milhares de pessoas ao redor do mundo. O Brasil não é diferente. Por isso mesmo pode ser surpreendente que a participação do país no conflito seja ignorada pela maior parte da população. É para preencher essas lacunas na história brasileira que João Barone, consagrado baterista da banda Os Paralamas do Sucesso, apresenta 1942 – O Brasil e sua guerra quase desconhecida. Nesta nova edição ampliada, Barone, cujo próprio pai foi um pracinha, traz textos e fotos extras que iluminam ainda mais o passado da Força Expedicionária Brasileira e fazem do seu livro um documento indispensável para entender a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial.”1942 é fundamental para quem quiser conhecer o assunto.” –  Jô Soares”Barone oferta aos leitores esse livro repleto de aventura, ação e reflexão, num momento em que o país pegou em armas e lutou do  lado certo.”  Eduardo Bueno, Peninha ,  jornalista  e historiador  “João Barone realiza um trabalho de relevo no resgate da memória dos pracinhas, sensível aos anônimos e mais vulneráveis que se tornaram heróis numa guerra assimétrica  e cruel.” –  Marco Lucchesi , presidente da ABL”O que se narra aqui não é apenas o relato da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. Apesar de o livro servir também como narrativa histórica impecável – e os historiadores que se cuidem, pois um baterista da linha de frente do rock brasileiro decidiu se entrincheirar pelo terr itório inconstante da História –, o que se revela é a odisseia particular de um filho em busca do pai.” –  Tony Bellotto , músico e escritor”Faça como o João Barone, não esqueça a Segunda Guerra Mundial. Somos filhos dela, independente de nossas idades.” –  Alberto Dines , jornalista e escritor”Este livro se ergue, como filho nos ombros do pai, contra um inimigo abominável – oponente mais letal que o chumbo, mais destrutivo que a pólvora, mais humilhante que a derrota, mais ultrajante que a mentira, mais injusto que a ingratidão, mais irremediável que a morte –, este livro se ergue, memória de um pai nos ombros do filho, e diz não ao mais vil dos demônios:  esquecimento. Depois de vencer o nazifascismo, a guerra não acabou para os pracinhas brasileiros – seus descendentes travam a luta contra as trevas do oblívio.” – Pedro Bial”Explicar a importância e o sacrifíciodos soldados brasileiros durante a Segunda Guerra não é tarefa simples. Com clareza e conhecimento transmitidos em narrativa envolvente, Barone consegue cumprir a missão.” –  Marina Amaral , colorista de fotos

R$34,90

As mulheres do castelo

Ao eclodir a Segunda Guerra Mundial, Marianne von Schneesingen retorna para o grande castelo, agora em ruínas, no qual ela era a anfitriã de bailes para a alta sociedade alemã. Viúva de um opositor ao regime nazista, Marianne prometeu que seria a protetora de todas as mulheres cujos maridos morreram para lutar contra Hitler, tornando sua missão abrigá-las nesta imensa fortaleza. Primeiro, ela salva Benita, a viúva de seu amigo de infância, da escravidão sexual imposta pelo exército russo, e Ania, uma mulher que vivia nos terríveis campos de trabalhos forçados para prisioneiros políticos. Em vão, Marianne tenta construir uma nova família para si mesma a partir dos destroços do movimento de resistência de seu marido, certa de que seu passado em comum as manterá unidas para sempre. Mas ela logo descobre que seu mundo é muito mais complicado do que imaginava. Enquanto Benita começa uma relação clandestina com um ex-soldado nazista, Ania luta para esconder seu passado do julgamento de Marianne. As três mulheres devem encarar o fato de que todas receberam três vidas: uma antes da guerra; outra, durante; e finalmente sua vida após a guerra, na qual elas devem carregar cada um seu próprio fardo.

R$49,90

Dunkirk

Trezentos mil homens das forças aliadas cercados pelo exército alemão. A batalha já está perdida. Quantos podem sonhar em voltar para casa?
Maio, 1940. O exército alemão estrategicamente avança pela Floresta das Ardenas, uma região francesa de colinas montanhosas, em direção ao norte, e também conquista os Países Baixos, ao Leste. Os exércitos aliados da Grã-Bretanha e França estão cercados. A única alternativa possível para evitar uma verdadeira catástrofe é evacuar as forças aliadas imediatamente. Soldados, marinheiros, políticos e generais são convocados para a Operação Dínamo, na tentativa de resgatar o maior número possível de homens. Navios, contratorpedeiros, aviões e bombas voam sobre a praia de Dunkirk. Cinco nações resolvem se unir. Ninguém quer ser deixado para trás. Outras operações são criadas, mas o tempo é muito curto quando se trata de tantas vidas.
Um drama real, muito além de histórias pessoais ou do relato de um único país em perigo: a retirada de Dunkirk ganha uma nova perspectiva, sob o olhar do diretor Christopher Nolan e do autor premiado Joshua Levine.
“Fascinante.” Sunday Times
“Um retrato próximo de um momento trágico e traumático, transmitido para a nossa época pelas palavras dos que vivenciaram essa experiência. ” Sunday Telegraph

R$29,90

A mulher do oficial nazista

“Este livro extraordinário é uma das melhores memórias sobre o Holocausto já escritas.”
– Library Journal
Até onde você iria para sobreviver a uma guerra?
Edith Hahn era uma mulher austríaca extrovertida e de opinião forte quando a Gestapo aprisionou os judeus em um gueto e, depois, em um campo de trabalhos forçados. Quando Edith retornou à Viena, ela sabia que seria cassada pelos nazistas. Resolve, com a ajuda de uma amiga cristã, criar uma nova identidade. Assim emerge Grete Denner. Foi como Grete que ela conheceu Werner Vetter, um membro do partido nazista que se apaixonou perdidamente por ela. Apesar de seus protestos e de confessar ser judia, Werner a pediu em casamento e manteve sua identidade em segredo.
Neste relato incrível, Edith conta como era viver em constante medo. Ela revela como os oficiais nazistas casualmente questionavam a linhagem de seus pais; como ela recusou analgésicos durante o parto de sua filha; o momento em que seu marido foi capturado pelos soviéticos e ela foi expulsa de sua casa, escondendo-se em escombros porque soldados russos bêbados estupravam mulheres na rua. Suas experiências formam um testemunho emocionante de um dos períodos mais avassaladores da história.
“Uma história incrível.”Jewish Post
“Um exemplo inspirador de perseverança diante de adversidades terríveis.”Publishers Weekly
“Este livro cativante mostra como o instinto de sobrevivência nos leva a dormir com nosso inimigo.”Kirkus Review
“Uma linda história de sobrevivência e superação de seus maiores medos.”Washington Jewish Weekly

R$34,90

O zoológico de Varsóvia

Jan e Antonina Zabinski eram os encarregados do Jardim Zoológico de Varsóvia quando, no início da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha invadiu a Polônia, e os bombardeios que destruíram a cidade mataram boa parte dos animais. O casal passou, então, a esconder judeus nas celas vazias, aproveitando a obsessão dos nazistas por animais raros e com isso salvou mais de trezentas pessoas condenadas. Sua história, no entanto, desapareceu por entre as frestas da “grande” História, como às vezes acontece com os atos de compaixão radical e extrema coragem. Este livro de Diane Ackerman é o testemunho poderoso dessa coragem, uma história que celebra, com rara sensibilidade, a beleza, o mistério e a tenacidade do espírito humano e da própria vida.
“Formidável, exuberante, sábio e divertido.”Washington Post
“A natureza é paciente; as pessoas e os animais, fundamentalmente decentes. E a escrita, como sempre, supera o massacre – essa é a mensagem de O Zoológico de Varsóvia.”The New York Times
“Diane Ackerman estava destinada a escrever este livro.”Los Angeles Times

R$34,90

Histórias não (ou mal) contadas : Segunda Guerra Mundial

Através de um ponto de vista pouco convencional – que não segue a ordem cronológica dos fatos, não narra campanhas militares, nem tampouco almeja ser a biografia oficial de generais e de líderes políticos -, o historiador Rodrigo Trespach nos leva a conhecer um pouco mais sobre o maior conflito bélico de todos os tempos. Baseado em fontes primárias e vasta bibliografia, com uma linguagem simples, ágil e precisa, Rodrigo nos convida a conhecer a Segunda Guerra Mundial por uma perspectiva inédita: a história de personagens ocultos e menosprezados, como as minorias étnicas, os homossexuais e as mulheres. Tudo sem deixar de lado a história sobre nazistas, judeus e a vida íntima de Hitler, Churchill, Roosevelt e Stálin. Sempre destacando os fatos surpreendentes e pouco conhecidos relacionados a eles. Em Histórias não (ou mal) contadas: Segunda Guerra Mundial 1939-1945 será possível entender que não existe uma única versão a ser contada, mas diferentes narrativas alternativas. Você não pode deixar de conhecer histórias que muitos resolveram esconder.

R$39,90

Canções de ninar de Auschwitz

O perturbador relato de uma mãe num dos maiores campos de concentração da Segunda Guerra Mundial.Baseado em fatos reais.”Os seres humanos são pequenos suspiros em meio ao furacão de nossas circunstâncias, mas a história de Helene Hannemann nos recorda de que podemos ser donos dos nossos destinos, ainda que o mundo inteiro se oponha.”Mario Escobar
Neste livro, Mario Escobar conta a trajetória real de uma família que passou 16 meses encarcerada em um campo de concentração nazista. Helene Hannemann era alemã, mas mesmo assim optou por partir para Auschwitz com o marido e os cinco filhos com ascendência cigana quando os policiais da Gestapo bateram à sua porta.Por ser enfermeira, mas, sobretudo, alemã, Helene foi escolhida pelo médico Josef Mengele, mais tarde conhecido como “O Anjo da Morte”, para ser a diretora do jardim de infância do campo. No final da guerra, entre os papéis de Mengele, foi encontrado o diário que Helene manteve durante todo o seu período no campo de extermínio. Tendo como base a infeliz história daquela família, o autor nos emociona e surpreende ao narrar os medos, privações, torturas e até mesmo histórias de superação que milhares de pessoas vivenciaram sob o jugo dos nazistas.

R$29,90

A costureira de Dachau

“Uma história empolgante, brilhantemente contada. Eu não consegui parar de ler! Ada Vaughan é uma personagem apaixonante: incrivelmente real, imperfeita e sedutora.”- Saskia Sarginson, autora best-sellerUma história de amor, guerra, traição e sobrevivênciaPassado entre o glamour de Paris e o desespero dos campos de concentração, A costureira de Dachau conta a história de uma mulher traída e abandonada, que precisa sobreviver sozinha em meio às tragédias da maior guerra que o mundo já enfrentou. Suas razões podem parecer suspeitas, e não há certeza de sua inocência…Quando Ada por fim acredita estar em sua busca por redenção, o passado bate à sua porta. Forçada a enfrentar seus fantasmas e os segredos de sua vida que tanto buscara superar, ela será obrigada a decidir entre a verdade e a sobrevivência.Cada pessoa passa por uma guerra pessoal. Qual seria a de Ada Vaughan?

R$40,90

Memórias da Segunda Guerra

Os relatos de Winston Churchill sobre a Segunda Guerra Mundial são a versão definitiva do confronto que veio a redesenhar o mapa-múndi e os caminhos da história. Brilhante e dramática, a escrita de uma das maiores personalidades do século XX é uma reconstrução magnífica do que veio a ser o momento mais sombrio e glorioso de sua nação. No segundo tomo de suas memórias, o vencedor do Prêmio Nobel de Literatura relata com minúcia os eventos marcantes ocorridos desde dezembro de 1941 até 1945, como o ataque a Pearl Harbor e a construção das alianças decisivas entre Inglaterra, a então União Soviética e os Estados Unidos, além de construir um epílogo assustadoramente lúcido sobre os possíveis desdobramentos do maior conflito bélico de todos os tempos.
Este livro é uma condensação em dois volumes da grande obra de Sir Winston Churchill The Second World War, de seis volumes no original inglês: The Gathering Storm, Their Finest Hour, The Grand Alliance, The Hinge of Fate, Closing the Ring e Triumph and Tragedy, publicados entre os anos de 1948 e 1953.
Sir Winston recebeu o Prêmio Nobel de Literatura de 1953 pela sua extensa obra literária.
“A imaginação por trás destas palavras é heroica e constitui, até hoje, uma das poucas que se afiguram adequadas à amplitude e à grandiosidade da nova escala das questões mundiais.” – The New Yorker

R$59,90